Area do Login
Utilizador Palavra-Passe Criar Conta
Perdeu a palavra passe?
 
 
 
 
 
 
 
 
 
  Viaturas
« voltar Acupunctura no tratamento da Rinite Alérgica

A rinite alérgica é uma manifestação muito comum de doença alérgica. O indivíduo alérgico é aquele cujo sistema de defesa do organismo é sensível a substâncias geralmente inofensivas, respondendo quando em contacto com as mesmas com maior produção de uma substância denominada histamina. Quando se é alérgico a substâncias naturais que existem no ar que respiramos, a mucosa do nariz, as pálpebras e os olhos ficam irritados e inflamados, aparecendo as queixas.

Rinite alérgica (RA) é definida clinicamente como uma doença com sintomatologia que afecta o nariz e é induzida pela inflamação mediada pela Ig-E após a exposição da mucosa nasal aos alérgenos. Os sintomas de rinite incluem: rinorreia, obstrução nasal, espirros, prurido, coriza, e/ou secreção pós- nasal.
 
As causas mais frequentes de rinite alérgica são: Pólen das plantas, o Bolor (pequeno fungo existente no ar e que cresce particularmente no Outono sendo por esta razão que os doentes mencionam que estão pior à noite, em ambientes húmidos, sentindo-se melhor em meios quentes e secos), os Ácaros, as partículas de Peles e Animais. Outros agentes não sendo alergenos podem agravar as queixas de rinite alérgica, como por exemplo, o fumo do tabaco e uma variedade de substâncias irritantes (fibras de tecidos, partículas de comer, produtos químicos de limpeza).

As alergias atingem cerca de 30% da população mundial
Segundo a Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica estima-se que 930.000 portugueses sofrem de rinite, alérgica ou não, o que corresponde a uma prevalência estimada para a população geral de 9,55%.
Os estudos indicam que a RA apresenta um impacto importante no trabalho e em sua produtividade. Os doentes sentem-se aborrecidos pela fadiga, pelo baixo desempenho e concentração no trabalho, pela cefaleia e mal-estar. A conjuntivite piora a visão e as actividades relacionadas a ela. Não somente a doença, mas também a medicação pode influenciar a produtividade no trabalho.

A forma mais eficaz de tratar a rinite alérgica é preveni-la, afastando o agente causal. Porém, há medicamentos que podem ser prescritos pelo médico sempre que o afastamento dos alergéneos é pouco prático ou mesmo impossível. Os agentes de tratamento mais frequentemente utilizados são: anti-histamínicos orais (comprimidos), corticóides (família da cortizona) inalados e vasoconstritores nasais. Como é do conhecimento de todos estes medicamentos podem provocar efeitos adversos no organismo pelo que devem ser evitados ou tomados por períodos os mais curtos possíveis.

Existem inúmeros estudos que comprovam cientificamente os efeitos benéficos da Acupunctura no tratamento da Rinite Alérgica. CECÍLIA et al (2006) [1] num estudo que comparou o efeito do tratamento da rinite alérgica utilizando acupunctura e corticóide tópico nasal na avaliação dos principais parâmetros clínicos (espirros, coriza, prurido, obstrução nasal, secreção retronasal) no exame otorrinolaringológico e nos valores laboratoriais do eosinófilo sanguíneo e IgE sérico total, concluíram que a acupunctura é tão eficaz quanto o corticóide nasal, com a vantagem do tratamento por acupunctura não provocar efeitos colaterais.

A Acupunctura fazendo parte da Medicina Tradicional Chinesa é utilizada há muitos anos no tratamento de vários problemas respiratórios entre eles a rinite e sinusite. Na visão da Medicina Tradicional Chinesa a rinite resulta de uma "invasão de agentes patogénicos externos como o vento, humidade, frio e calor" (XIE) ao organismo que estando em défice energético não consegue combater os mesmos. O nariz é a "porta" do Órgão Pulmão sendo a Rinite uma Patologia atribuída ao mesmo. Quando existe vazio de Energia do Pulmão este torna-se mais sensível aos agentes patogénicos externos (XIE), podendo desenvolver-se doenças respiratórias como a Rinite. A verdade é que a esmagadora maioria de pessoas que sofrem de rinite vêm as suas queixas agravarem-se nas mudanças climatéricas, principalmente quando o tempo está mais frio e húmido. Muitas queixam-se da exposição em ambientes com ar condicionado, pois o vento e o frio gerado pelo mesmo provocam agravamento ou o despertar dos seus sinais e sintomas.

Por outro lado o nosso Organismo é revestido pela WEI, termo que define de alguma forma nos conceitos desta milenar Medicina a imunidade. Esta Imunidade depende da alimentação, da respiração e da energia armazenada no rim (Jing) servindo de força motriz básica e necessária para toda a actividade humana. Se houver um défice de WEI, o organismo torna-se mais sensível a todas as afecções externas, podendo surgir doenças como a rinite.

A Medicina Chinesa tem como objectivo principal tratar a causa e em função da mesma é seleccionado um tratamento de Acupunctura e Fitoterapia Chinesa (Fórmulas à base de ervas e plantas) especifico. A Acupunctura salvo raras excepções, numa fase inicial é efectuada uma vez por semana até melhoria do quadro clínico.

Além desta terapia recorre-se nalguns casos à Moxibustão, técnica que consiste em aquecer pontos ou zonas do organismo com uma erva chamada artemisia vulgaris, em caso de doenças provocadas pelo frio e humidade.
O Centro de Acupunctura do Funchal desde a sua abertura em 2002 tem tido uma grande adesão de utentes que procuram os seus serviços para tratar várias patologias entre elas e Rinite e Sinusite. A experiência obtida com a Acupunctura e Fitoterapia nesta Patologia tem sido muito positiva sendo mesmo raro existirem casos de insucesso desde que haja um cumprimento integral do tratamento.

Dr. António Franco
 
___________________________________________

 [1] MEDID, C. B. C et al - Tratamento da Rinite Alérgica:
Comparação entre Acupunctura e Corticóide Nasal. Acta ORL. Vol 24:2 (2006) 61-66

 
 
 
Informação Legal
Leia os nossos termos e condições.
© 2010 CAF. All rights reserved.
Contactos
Sugestões: centroacupuncturafunchal@gmail.com
Tel : 291 280 505
Saiba mais
Receba as novidades do caf no email.